Fortaleza 0 x 1 Palmeiras - Alviverde vence 4ª seguida e mantém perseguição ao Fla

O atacante Willian conseguiu marcar o único gol do jogo, logo nos primeiros minutos do segundo tempo

por Agência Estado

Fortaleza, CE, 22 (AFI) - Com futebol nada brilhante e gol de bola parada, o Palmeiras somou neste domingo, no Castelão, três pontos muito importantes no Campeonato Brasileiro.

A equipe alviverde ganhou por 1 a 0 do Fortaleza e se manteve firme na disputa pelo título da competição. Em uma rodada que teve vitória do líder Flamengo no sábado, o resultado na capital cearense é fundamental para se manter apenas três pontos atrás do primeiro colocado.

Vice-líder, o Palmeiras venceu graças a um gol de Willian, no começo do segundo tempo. Isso salvou a equipe de retornar de Fortaleza com um empate por 0 a 0, embora pelo nível técnico da partida o placar sem gols seria justo.

Os dois times fizeram um jogo de poucas emoções. Prevaleceu o oportunismo do time alviverde contra a falta de qualidade do Fortaleza para finalizar.

PRIMEIRO TEMPO
Os dois times sentiram uma enorme falta dos desfalques no Castelão. Com baixas ofensivas, as equipes fizeram uma partida de pouca emoção e sem qualidade no ataque.

A ausência no Fortaleza de Wellington Paulista e Felipe Pires deixou o time com pouco entrosamento, enquanto o Palmeiras, sem contar com Dudu, diminuiu a capacidade de furar a defesa adversária.

O técnico Mano Menezes escalou Zé Rafael na vaga de Dudu, porém isso não deu resultado. O Palmeiras avançava bem até o ataque, mas depois, no trecho final do campo, a jogada desandava. Faltavam velocidade e drible para surpreender os zagueiros.

O time tentava compensar essa falha com muitos passes para o lado, sem levar perigo ou sequer arriscar um chute a gol para surpreender.

Willian marcou o único gol do jogo (Fotos: Pedro Chaves/AGIF)
Willian marcou o único gol do jogo (Fotos: Pedro Chaves/AGIF)

SEM CRIATIVIDADE

A pouca criatividade fez o primeiro tempo terminar sem gols. No entanto, isso logo mudou graças a uma bola parada e ao oportunismo do Palmeiras.

Em um escanteio aos dois minutos da etapa final, a bola caiu nos pés de Willian, que chutou cruzado e contou com um desvio para marcar.

A vantagem melhorou o jogo, pois o Fortaleza resolveu se arriscar mais, apesar das limitações.

Mesmo com a vitória parcial, o Palmeiras errava por continuar sem alternativas para o contra-ataque. O time não tinha opções de velocidade e buscou consertar o problema ao buscar substituições em outros setores. O meia Lucas Lima entrou para dar mais qualidade no passe e o centroavante Deyverson teve como papel ajudar a segurar a bola. Ainda assim, o time não evoluiu.

SEGUNDO TEMPO
O Fortaleza pressionou mais no segundo tempo. O lateral-direito Tinga deu bastante trabalho e as bolas paradas assustavam. Enquanto isso, o Palmeiras se via acuado.

O atacante Carlos Eduardo entrou como aposta para dar velocidade nos contra-ataques e finalmente o time conseguiu voltar a ameaçar. O problema foi a falta de pontaria e até alguns lances bisonhos, como furadas e erros técnicos.

Nos minutos finais o Palmeiras conseguiu segurar o resultado pela qualidade da defesa e também pela limitação técnica do Fortaleza em criar perigo. Pelo menos a equipe de Mano Menezes iniciou o segundo turno com vitória.

PRÓXIMOS JOGOS
O Palmeiras voltará a campo pelo Brasileirão na próxima quinta-feira, quando receberá o CSA, às 19h15, no Pacaembu, em São Paulo. Já o Fortaleza, que estacionou nos 23 pontos, terá pela frente no mesmo dia o Athletico, às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
20ª rodada
Data
22/09/2019
Horário
16h00
Local
Castelão - Fortaleza (CE)
Árbitro
Marcelo de Lima Henrique - RJ

Renda
R$ 559.717,00
Assistentes
Rodrigo Figueiredo Henrique Correa - RJ e Silbert Faria Sisquim - RJ

Público
35.514 total (34.514 pagantes)
Cartões Amarelos
Fortaleza-CE: Felipe, André Luís, Felipe Alves, Carlinhos
Palmeiras-SP: Marcos Rocha

Gols
Palmeiras-SP: Willian 1' 2T
Fortaleza-CE
Felipe Alves (Marcelo Boeck);
Tinga, Quintero, Jackson e Carlinhos;
Felipe, Gabriel Dias (Juninho), Edinho (Kieza) e Romarinho;
André Luís e Osvaldo.
Técnico: Zé Ricardo
Palmeiras-SP
Weverton;
Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diego Barbosa;
Felipe Melo, Bruno Henrique, Gustavo Scarpa e Zé Rafael (Lucas Lima);
Luiz Adriano (Deyverson) e Willian (Carlos Eduardo).
Técnico: Mano Menezes