Série D: Presidente do Sobradinho-DF pede licença e treinador deixa o clube

Leão ainda não venceu e segue em situação delicada em seu grupo na Série D

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 20 (AFI) - O Sobradinho, que representa o Distrito Federal na Série D do Campeonato Brasileiro, no Grupo A12, sofreu mais um duro golpe nesta segunda-feira, agora, fora das quatro linhas. Vindo de três derrotas seguidas, o Leão o presidente Washington Borges formalizar se afastamento por motivos de saúde. Borges estava no comando do clube desde a saída do ex-volante Túlio Lustosa que assumiu o departamento de futebol do Goiás em 2017. Neste período, o Sobradinho foi campeão candango em 2018.

Outro também que anunciou sua saída do Leão da Serra do Distrito Federal foi o técnico Victor Santana. Ele que já estava à frente do clube já por três anos. As dificuldades para realizar um bom trabalho no clube candango pesaram na saída do jovem treinador.

Quem está respondendo interinamente pelo Sobradinho é Fernando. Em entrevista à Rádio DF10 de Brasília, o dirigente falou das dificuldades que está enfrentando no clube do Leão da Serra:

“Infelizmente coube a mim tomar à frente nesta situação do Sobradinho. Depois do pedido de afastamento do presidente Washington Borges por questões de saúde, pois ele assumiu o clube quando da ida do então presidente Túlio Lustosa para o Goiás, vamos marcar uma reunião para saber como ficarão as coisas no clube. Estamos com muitas dificuldades financeiras. Por exemplo temos que pagar a taxa de ambulância e a renda foi insuficiente. As pessoas que poderiam nos ajudar neste sentido, não vieram ou não quiseram vir acompanhar o clube frente ao time do Rio de Janeiro”, disse Fernando à Rádio DF10.

A expectativa agora é saber quem comandará o Leão da Serra nas três partidas finais da série D deste ano. No próximo sábado o Sobradinho vai enfrentar a Portuguesa carioca no Rio de Janeiro.