Neymar se arrependeu de ir ao PSG e quer voltar ao Barça, diz Messi

Messi também aproveitou a entrevista para negar que tenha vontade de deixar o Barcelona

por Agência Estado

Campinas, SP, 20 - Neymar quer voltar ao Barcelona. A afirmação feita pelo argentino Lionel Messi em entrevista ao jornal Mundo Deportivo, promete colocar ainda mais combustível nas especulações sobre uma possível volta do brasileiro ao clube onde ganhou a Liga dos Campeões em 2014/2015. A declaração surge na mesma semana que Neymar reclamou publicamente da forma como o PSG lidou com sua última lesão e o retirou de quatro partidas.

AMIZADE

Messi reforçou a amizade construída durante os anos que formaram o trio MSN, junto com Luis Suárez, e disse que seu ex-companheiro poderia pedir desculpas ao clube e aos torcedores pela forma como deixou a Espanha para atuar na França, em 2017.

Foto: Reprodução / Twitter
Foto: Reprodução / Twitter

"Ele está com muita vontade de voltar. Sempre se mostrou arrependido. Ele fez muito para voltar, e isso (pedir perdão) seria o primeiro passo para tentar chegar."

SEM ACORDO

Além de ter quebrado seu contrato de forma unilateral, com pagamento da multa rescisória de 222 milhões de euros (cerca R$ 820 milhões) por parte do PSG, Neymar ainda cobra na Justiça um bônus de 26 milhões de euros (R$ 122,5 milhões) por ter renovado seu contrato com os catalães em 2016. O Barcelona alega que não deve pagar porque o vínculo não foi cumprido em sua totalidade.

"É normal que as pessoas vejam assim, pela maneira que ele se foi. A mim também incomodou em um momento, tentamos convencê-lo de que não fizesse isso. Mas no fim, todos queremos ganhar e ter os melhores ao lado. Nós e a torcida. Como disse antes, é um dos melhores e nos ajudava muito no campo. Mas é compreensível que as pessoas pensem assim, já que saiu de uma forma que não agradou", explicou Messi.

INSATISFAÇÃO


Nesta semana, após a derrota do Paris Saint-Germain por 2 a 1 para o Borussia Dortmund, em jogo válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, Neymar exibiu insatisfação com a comissão técnica e o departamento médico do clube francês.

Ele alega que estava recuperado de uma fissura na costela e mesmo assim foi poupado de quatro jogos, fato que tirou seu ritmo de jogo. "Tive de acatar. Tive várias discussões, não curti o que propuseram. Mas respeitei. Isso acaba sendo ruim para mim e os companheiros."

ACALMANDO A POLÊMICA

Messi também aproveitou a entrevista para negar que tenha vontade de deixar o Barcelona: "quero ganhar outra Liga dos Campeões e seguir ganhando Campeonatos Espanhóis". Vários rumores surgiram nos últimos meses depois que o seis vezes melhor do mundo discutiu publicamente com Eric Abidal, secretário-técnico do clube.

O ex-lateral esquerdo francês havia afirmado que os jogadores "estavam insatisfeitos" com Ernesto Valverde e isso motivou a demissão do treinador. Nas redes sociais, Messi saiu em defesa do grupo.

"Não sei o que passou na cabeça dele para dizer isso, mas respondi porque me senti atacado, e senti que atacava os jogadores. E já há muitas coisas que dizem no vestiário, como se controlassem tudo, que põe e coloca treinadores, traz jogadores e tudo sobre mim... E me incomodou que falasse isso uma pessoa do clube, um dirigente", declarou.