Prefeituras se unem e pedem a paralisação do Campeonato Catarinense

O Estado de Santa Catarina tem 34.586 casos ativos da doença e 7.524 mortes

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 03 (AFI) - Prefeituras do Estado de Santa Catarina estão se unindo para pedir a paralisação do Campeonato Catarinense. João Rodrigues, prefeito de Chapecó, e Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma, vetaram o futebol em suas respectivas cidades por 15 dias e enviaram um comunicado para a Federação Catarinense de Futebol (FCF) pedindo a suspensão do torneio devido ao aumento de contágio da covid-19 no país.

"Nós estamos entrando com um pedido para a Federação Catarinense de Futebol (FCF) para suspender o Catarinense pelos próximos 30 dias, pelo menos. Parar por 15 e avaliar uma nova paralisação por mais 15. Estamos nos unindo para pedir a paralisação, pois não tem condição de ter um campeonato em meio à pandemia, durante uma série de contágio tão elevado", falou o prefeito de Chapecó.

Além de Chapecó e Criciúma, a prefeitura de Tubarão já vetou jogos na cidade nos próximos dias. Em contato com a reportagem, a Federação afirmou que não havia ainda nenhum pronunciamento sobre o caso. Especula-se que diretores estejam em reunião nesta tarde para tomar uma decisão sobre a paralisação, ou não, do Estadual.

Campeonato Catarinense deve ser paralisado
Campeonato Catarinense deve ser paralisado

Apesar disso, tudo leva a crer que os jogos desta quarta-feira serão realizados normalmente. São eles: Juventus e Hercílio Luz, Concórdia e Brusque, além de Marcílio Dias e Próspera, e o clássico entre Avaí e Figueirense.

Veja nota oficial da prefeitura de Chapecó:

A Administração Municipal de Chapecó informa está suspendendo os jogos da Chapecoense na Arena Condá pelos próximos 15 dias. A medida tem como objetivo o enfrentamento da pandemia da Covid-19 no município.

A medida é uma precaução pois a Arena Condá está muito próxima das estruturas de atendimento dos pacientes Covid, como o Centro de Eventos e o Ambulatório do Ivo Silveira.O Governo de Criciúma entende que este é o pior momento da pandemia de coronavírus e várias medidas estão sendo adotadas para amenizar a situação, que segue gravíssima em todo Estado.

Nota de Criciúma

O Governo de Criciúma entende que este é o pior momento da pandemia de coronavírus e várias medidas estão sendo adotadas para amenizar a situação, que segue gravíssima em todo Estado.

Por meio de Decreto, ficam suspensas, por 15 dias, todas as atividades esportivas de contato, amadoras ou profissionais, o que inclui os jogos do Campeonato Catarinense de Futebol que seriam realizados na cidade. O assunto foi discutido e apoiado pelos dirigentes do Criciúma E.C. e E.C. Próspera.