Estádio 1º de Maio segue fechado e presidente do São Bernardo cobra nova licitação

São Bernardo e EC São Bernardo só estão autorizados a usar o local para jogos oficiais, mediante pagamento

por Agência Futebol Interior

São Bernardo do Campo, SP, 20 (AFI) - Fechado no último dia 12 pela Prefeitura de São Bernardo do Campo, a situação do Estádio 1º de Maio segue causando polêmica. São Bernardo e EC São Bernardo só estão autorizados a usar o local para jogos oficiais, mediante pagamento - algo normal para estádio municipais.

O São Bernardo FC publicou nesta sexta-feira (19) uma nota oficial, alegando que a situação é essa mesma. Os clubes não podem usar o estádio "para atividades e estrutura como alojamento, refeitório, academia, administrativo, vestiário, lavanderia, departamento médico, além de treinamentos no gramado".

As categorias de base do clube estavam alojadas no estádio e precisaram ser transferidas para outro local. O São Bernardo ainda salienta que foi responsável por várias melhorias no local, além da manutenção.

Estádio 1º de Maio segue fechado e presidente do São Bernardo cobra nova licitação
Estádio 1º de Maio segue fechado e presidente do São Bernardo cobra nova licitação
A situação ocorre, pois há um inquérito em andamento para verificar a regularidade da permissão de uso do estádio. Apesar disso, não houve recomendação por parte do Ministério Público para fechar o local. A prefeitura busca um nova forma de fazer a concessão.

PRESIDENTE DO TIGRE LAMENTA SITUAÇÃO
O presidente do São Bernardo FC, Edinho Montemor, publicou em suas redes sociais sua insatisfação com o ocorrido e exigiu uma nova licitação o mais rápido possível.

"O que o clube espera é que a licitação para concessão seja feita o mais rápido possível. O Tigre vinha utilizando o local em baixo das arquibancadas, antes ocioso, para alojamentos, refeitório, cozinha industrial, lavanderia, departamento médico, rouparia, etc.

Tudo montando pelo próprio clube, em um espaço que não tinha nenhuma utilização desde a inauguração do estádio. O clube cuidava do gramado com dois funcionários, maquinário, e também era o responsável pelos Alvarás de funcionamento, laudos de estabilidade e engenharia, elétrica. O clube lamenta a decisão da administração e reitera sua expectativa de que a licitação ocorra o mais breve possível".

SÃO CAETANO EMITE NOTA DE SOLIDARIEDADE
Na quinta-feira, o São Caetano emitiu nota oficial se solidarizando com as equipes.

"Em virtude dos últimos acontecimentos envolvendo o Estádio 1º de Maio, que foi recentemente lacrado pela Prefeitura de São Bernardo do Campo, a Associação Desportiva São Caetano vem a público manifestar total apoio aos times: São Bernardo Futebol Clube e Esporte Clube São Bernardo para a utilização desta praça esportiva.

“O São Caetano se sensibiliza com os clubes que utilizam o Estádio 1 º de Maio. Queremos que as autoridades locais revejam esse caso com mais carinho, pois é a casa de dois times tradicionais do futebol brasileiro”, afirmou o presidente Nairo Ferreira de Souza.

Portanto, acreditamos que o direito da utilização do Estádio 1º de Maio, é algo primordial para suas respectivas agremiações. Assim como é também para os seus torcedores e todo público apaixonado pelo futebol."