Mineiro: TJD nega pedido de Villa Nova e Tupynambás e mantém data de retorno

O presidente do TJD-MG citou o auxílio de especialista no protocolo de saúde para validar o retorno

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 14 (AFI) - O Campeonato Mineiro segue com 26 de julho como data para retorno. Isso porque Bruno Cândido, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais, rejeitou nesta terça-feira o pedido de Villa Nova e Tupynambás para vetar a data.

O Villa Nova argumentou que falta segurança e que não teve período de 30 dias para treinamentos. O Tupynambás alega também que não tem autorização da cidade de Juiz de Fora para trabalhar.

DECISÃO DO TJD

O presidente do TJD-MG citou o auxílio de especialista no protocolo de saúde para validar o retorno, além de autorização do governo estadual. Como a maioria decidiu por voltar, ele não viu nenhuma irregularidade.

"A FMF elaborou, com auxílio de profissionais de saúde, proposta de protocolo sanitário para práticas esportivas. A referida proposta foi analisada e aprovada pelo Governo do Estado de Minas Gerais, através de um Grupo criado com profissionais habilitados e competentes, especialmente para tal fim".

"Ressalta-se, outrossim, que a decisão de retomar o campeonato foi tomada de forma democrática, uma vez que foram os próprios clubes que, por maioria, decidiram pelo retorno da competição".

PARALISAÇÃO!

O Campeonato Mineiro 2020 está paralisado desde o dia 15 de março. Restam duas rodadas para o término da primeira fase, semifinais e final. Além dos confrontos do Troféu Inconfidência e Recopa. A Caldense ocupa a quarta posição na tabela com 17 pontos e tem compromissos pendentes contra Tupynambás e Cruzeiro. O América lidera com 21 pontos, Tombense vem em segundo com 20 e Atlético em terceiro com 18 pontos.