Artilheiro do Paulistão, atacante do RB Bragantino divide méritos com os companheiros

Com sete gols, Ytalo aparece como o principal goleador; Willian, do Palmeiras, segue na cola

por Federação Paulista (FPF)

Campinas, SP, 15 (AFI) - Assim como a classificação para próxima fase do Paulistão e a luta contra o rebaixamento, a disputa pela artilharia do principal estadual do Brasil também está acirrada. Com sete gols, Ytalo, do Red Bull Bragantino, lidera a lista após 10 rodadas. E com o retorno da competição marcado para o dia 22 de julho, a expectativa só aumenta para saber quem ficará com o posto de maior goleador do certame.

No topo da lista aparece Ytalo, do Red Bull Bragantino, com sete gols. Coincidência ou não, o time de Bragança Paulista só venceu quando o artilheiro foi às redes. “Fico muito feliz em ajudar o time com gols, mas o time todo ajuda para a bola entrar, do mesmo jeito que o time todo ajuda na hora de marcar. É sempre um jogador que acaba fazendo o gol, mas o mérito é sempre de todos”, disse.

 Artilheiro, Ytalo divide méritos com os companheiros: 'time todo ajuda'
Artilheiro, Ytalo divide méritos com os companheiros: 'time todo ajuda'
Após quase quatro meses de paralisação por conta da Covid-19, Ytalo falou sobre a retomada oficial do Paulistão Sicredi, marcada para o dia 22. “Nunca ficamos tanto tempo sem futebol e a ansiedade é grande. Mas o importante é estarmos todos preparados fisicamente e mentalmente para esse retorno”, explicou.

Com 19 gols na história do estadual ao longo de sua carreira, Ytalo aparece no top 50 de goleadores da competição neste século. “Espero contribuir com gols, porque ajuda o time a ganhar. Mas se não marcar e puder ajudar de outro jeito, sem problemas também. O importante é todos ajudarmos para que o time consiga os seus objetivos”, completou.

Na atual edição, Ytalo já igualou a marca de Jean Mota (Santos) e Borja (Palmeiras), artilheiros das duas últimas edições. Neymar, com 20 gols, é o maior goleador de uma edição paulista na atual década.

NA COLA
Com seis gols marcados, Willian (Palmeiras) aparece na cola de Ytalo. Além dele, Boselli (Corinthians), autor de cinco tentos, é outro que segue na disputa. Por outro lado, o meia Camilo, ex-Mirassol, e agora na Ponte Preta, e Ronaldo, referência no ataque do Santo André, que acertou com o Sport-PE, não seguem na disputa. Já Felipe Ferreira (Ferroviária), Daniel Alves (São Paulo) e Roger (Ponte Preta), todos com quatro gols, ainda sonham com o posto de artilheiro do Paulistão.

Por Luiz Minici, especial para FPF