Autor de dois gols, Cano comemora 'um dos melhores jogos do Vasco'

"Foi sim (um dos melhores jogos do Vasco). Um grande jogo contra um rival dificílimo. Tivemos que ter paciência e bom posicionamento"

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 23 (AFI) - O Vasco conquistou uma vitória muito importante na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro ao fazer 3 a 2 no Atlético-MG, na noite deste sábado, em São Januário. Artilheiro do time tanto na competição, com 13 gols, quanto na temporada, com 23, o atacante argentino German Cano, que marcou duas vezes, elogiou a postura de seus companheiros e afirmou que foi um dos melhores jogos do Vasco.

"Foi sim (um dos melhores jogos do Vasco). Um grande jogo contra um rival dificílimo. Tivemos que ter paciência e bom posicionamento. Felizmente fizemos uma grande partida e agora precisamos seguir da mesma maneira, com confiança", projetou.


Vasco vence o Atlético-MG em São Januário; veja os gols:

Espaço incorporado por HTML (embed)


No primeiro turno, o também argentino Martín Benítez fez um belo gol de bicicleta contra o Atlético, que acabou virando e vencendo por 4 a 1. Nesta noite, Cano também fez um golaço ao dominar no peito e chutar de primeira, de fora da área, ampliando o placar para 3 a 0.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco
Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Perguntado qual gol foi mais bonito, ele brincou com seu companheiro, mas fez elogios em seguida.

"O meu foi mais bonito. O dele também foi, mas o meu serviu para ganhar. O Benítez é um jogador muito importante para o Vasco e graças a Deus ele pôde estar aqui conosco para nos ajudar a sair com a vitória", comemorou.

VOLTA POR CIMA NO JOGO

Quem também teve atuação decisiva foi o lateral-direito Léo Matos. A história, porém, poderia ter sido muito diferente caso Hyoran não tivesse perdido um pênalti cometido pelo jogador vascaíno quando o jogo ainda estava 0 a 0. Após o lance, Léo teve atuação segura e contribuiu com duas assistências para gols de Cano e Yago Pikachu.

Segundo ele, a experiência foi fundamental para manter a tranquilidade. "Nessa hora a experiência ajuda muito. Em abril, vou fazer 35 anos e isso ajuda a passar por diversas situações. Fico feliz em contribuir com os passes. Trabalhamos muito passes, finalizações e cruzamentos. São coisas que o Luxemburgo cobra muitos nos treinos", explicou.