Time paulista dispara e pode deixar concorrência para trás no Brasileirão

Após goleada em clássico, a liderança está mais folgada e com moleza dos concorrentes ele pode disparar de vez

por SÉRGIO CARVALHO - - - Campinas

Foi surpreendente, mas merecida a vitória do Palmeiras sobre o Santos, sábado passado, no Pacaembu. Time de Felipão deu show de bola, fez 4 gols, não sofreu nenhum e firmou-se como líder isolado e absoluto do Campeonato Brasileiro de 2019.

Nesse momento nós podemos dizer que entre os vinte clubes que disputam o mais importante campeonato do País, nenhum é superior ao Palmeiras. Ao contrário.

O Verdão não só tem um elenco milionário e de boa qualidade como, depois de um período em que só jogava pelo resultado, parece ter se soltado das amarras que Felipão lhe impunha, e passou a fazer mais de um gol por jogo.

Com essa evolução técnica e tática, além de excelente preparo físico, o Palmeiras é não só líder absoluto do Brasileiro mas também o clube que mais ganhou pontos na fase de grupos da Libertadores.

GRANDES NÚMEROS
Melhor ainda são seus números. Tem o melhor ataque e a melhor defesa do Brasileiro. Na Libertadores, também deita e rola e se apresenta como um dos ou o maior favorito ao título dessa competição. Diante do Santos, no sábado, foi covardia.

Dois gols no primeiro tempo e dois no segundo. Na medida certa. Torcida verde explodiu de alegria com razão. Será difÍcil que ela não comemore mais de um título neste ano. Equipe se acertou, está embalada e pode aumentar cada vez mais a diferença que a separa de seus concorrentes.

Dizer que o Santos só foi goleado porque jogou desfalcado não é desculpa. Devemos reconhecer que o Palmeiras de algumas semanas para cá começou a jogar o futebol que prometia. Time está voando em campo e, cada jogador escalado por Felipão, confirma com méritos sua condição de titular.

RIVAIS OSCILANDO
Enquanto isso, os outros grandes do futebol paulista oscilam. O Corinthians, depois de três resultados negativos voltou a vencer. Fez 2 a 0 no Athletico Paranaense que colocou um time reserva em campo e mereceu perder.

O futebol exibido pelo time de Fábio Carille, no entanto, não entusiasmou ninguém. Foi feio e pouco produtivo. Futuro corintiano nos campeonatos e torneios que disputa ainda é sombrio.

Já o São Paulo, que jogou em casa e tinha obrigação de vencer ao Bahia no Morumbi, não conseguiu. Ficou num magro zero a zero que o afastou dois pontos do líder Palmeiras e deixou sua fanática torcida preocupada (time de Cuca caiu para a terceira colocação já que o Atlético Mineiro o ultrapassou na tabela de pontos ganhos).

Fica evidente, por tudo isso, que, nesse momento, se há um time que merece muitos aplausos, esse é o Palmeiras de Felipão. Os outros tem altos e baixos e não são ainda nem um pouco confiáveis.

Em razão disso, tudo indica, esse ano será totalmente verde. Ou vocês consideram cedo demais para que eu faça essa afirmativa??

C * U *R * T * A * S

* VAMOS começar a análise dos jogos dos chamados grandes clubes paulistas pelo clássico entre Palmeiras e Santos, disputado no sábado à noite, no Pacaembu. Foi um show de bola do Verdão.

O Santos foi humilhado em todos os sentidos. O erro crasso cometido pelo técnico argentino Sampaoli que resolveu poupar titulares neste importante jogo, destruiu qualquer possibilidade do Santos ao menos equilibrar o jogo ou perder de pouco.

* ALIAS, após a partida, ele mesmo reconheceu seu erro e assumiu toda a culpa pela derrota e pela goleada sofrida por seu time. O placar final mostrou 4 para o Palmeiras, 0 para o Santos.

Placar que antes da partida ninguém poderia prever já que os dois times estavam iguais em números, com pequenas diferenças. Não seria de se esperar uma goleada do time de Felipão. Mas ela não só aconteceu como foi justa. Podia ser mais..

GOLS E OS MELHORES

* OS GOLS do Palmeiras foram marcados por Gustavo Gomes, de cabeça, aos 6 minutos. Deyverson fez o segundo verde aos 18 do primeiro tempo. No segundo período, Raphael Veiga aos 7 e Hyoran, aos 42, completaram o placar.

Outros gols foram perdidos pelo time verde sob o olhar complacente do técnico e jogadores do Peixe. Faltou inclusive poder de reação ao Santos. E mesmo com três zagueiros, a defesa foi um desastre completo.

* NO TIME de Felipão jogaram muito bem os zagueiros Gustavo Gomes e Luan, que formam um verdadeiro paredão à frente do goleiro Weverthon. No meio campo destaque para Felipe Melo, na cabeça de área e Rapahel Veiga, no meio campo.

Bruno Henrique também se destacou na marcação e criação de jogadas. Dudu, no entanto, por ter participado de dois gols do Palmeiras, foi o melhor do jogo. Ele comandou essa goleada.

PEIXE SEM NINGUÉM

* PELO lado santista não sobrou ninguém. Todos fracassaram. A partir dos zagueiros Aguillar, Veríssimo e Gustavo Henrique. Os cabeças de área que deveriam segurar o ataque palmeirense à frente da zaga também fracassaram.

E o ataque simplesmente não existiu. Pior jogador do time foi o atacante Derly Gonzalez, que já tinha claudicado no jogo anterior e voltou a abusar dos erros no clássico. Acho que não merece ser titular.

* NO DOMINGO pela manhã a torcida do São Paulo foi em massa ao estádio do Morumbi para ver seu time jogar. Nada menos do que 44.640 torcedores estiveram no estádio mais tradicional de São Paulo.

Só que o time dirigido por Cuca não fez direito a lição de casa. Mesmo com muito empenho e muitas tentativas de gol, o Tricolor não saiu do 0 a 0 contra o Bahia que teve até a possibilidade de ganhar o jogo no periodo final.da partida.



SÃO PAULO EMPATA DE NOVO

* APESAR do empate em casa (mais um já que na última partida no Morumbi o São Paulo também empatou com o Flamengo!), houve um erro do árbitro que atrapalhou a exibição tricolor.

Ele expulsou o garoto Toró, que numa tentativa de desviar a bola das mãos do bom goleiro Douglas, acabou por tocar a chuteira no ombro do jogador baiano. Foi falta e Toró merecia o amarelo. O vermelho, nunca. Mesmo com o VAR, juiz deu o vermelho..

* COM um jogador a menos o São Paulo perdeu parte do seu poder ofensivo e procurou evitar que o Bahia chegasse ao seu gol e marcasse um gol. Se acontecesse seria desastroso para o Tricolor. Por isso o empenho em segurar o empate.

Do lado tricolor destaque para Volpi, Bruno Alves, Toró e Hudson. Esse jogou tanto de volante como de meia e de lateral direito. Foi bem em todas. Foi o melhor do time da casa. Está em excelente forma.

* NA EQUIPE baiana destaque para o goleiro Douglas. Ele sai bem do gol e é firme quando defende. Jamais solta a bola. Na frente boa atuação de Gilberto, centro avante que já foi do São Paulo.

Elton também mostrou serviço. Bom do time do Bahia é o entrosamento perfeito entre zaga, meio campo e ataque. Um time que se entende bem, que tem velocidade e deve fazer boa campanha neste Brasileirão. Roger Machado é o treinador.

TIMÃO GANHA DE RESERVAS

* BEM ao seu estilo o Corinthians conseguiu oportuna vitória em Curitiba, diante do Athletico Paranaense por 2 a 0 e deixou mais distante a Zona do Rebaixamento que o ameaçava depois de seu time perder os últimos três jogos.

No primeiro tempo o time de Fábio Carille praticamente só fez o seu gol. Nada mais. No segundo, ainda tentou algo mais, mas seu futebol foi bastante discreto. Até Pedrinho fazer o 2º gol e fechar o placar do jogo.

* IMPORTANTE lembrar que o Furacão curitibano jogou com seu time reserva. Quis poupar os titulares para o jogo da próxima quarta feira, contra o River Plate, pela Recopa. O time escalado para entrar em campo, é medíocre.

Comete falhas infantis e não tem nenhum entrosamento. Daí a vitória por 2 a 0 do Corinthians, que não jogou um grande futebol.;Apenas aproveitou-se da mediocridade do time da casa. Placar foi justo.

LOVE E PEDRINHO

* OS GOLS corintianos aconteceram um em cada tempo. O primeiro foi marcado por Vagner Love, de cabeça, aos 13 minutos de partida num cruzamento de Jadson. O segundo foi marcado por Pedrinho, também de cabeça, numa incrível falha do goleiro adversário.

No time corintiano destaque para Cássio, Fagner, Ralf e Wagner Love. Esse, por sinal, foi o melhor do time. Na equipe paranaense nenhum destaque. Todos foram muito mal.

* TODOS os resultados da quinta rodada do Brasileirão 2019. Fluminense 4 x Cruzeiro 1, Palmeiras 4 x Santos 0, Atlético MG 2 x Flamengo 1, São Paulo 0 x Bahia 0, Atlético PR 0 x Corinthians 2, Goiás 1 x Botafogo 0, Chapecoense 1 x Fortaleza 3, Internacional 2 x CSA 0, Vasco da Gama 1 x Avaí 1 e Ceará 2 x Grêmio 1 . Com essa rodada encerrada, agora faltam trinta e três para o final do campeonato. Muitos mudanças virão por aí.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO


* VEJA como está a classificação geral do campeonato. Palmeiras é o líder isolado com 13 pontos ganhos. O Atlético MG tem 12. São Paulo, 11. Santos, 10. Inter, Goiás e Botafogo, 9. Corinthians, 8. Athletico-PR, Flamengo e Bahia, 7. Fluminense, Fortaleza, Cruzeiro e Ceara, 6.

Chapecoense, 4. CSA e Avai, 3. Grêmio e Vasco da Gama, 2. Próxima rodada será disputada no final dessa semana. Será a sexta e terá um clássico no domingo.

* O CLÁSSICO é um dos mais tradicionais de São Paulo, Corinthians e São Paulo. O jogo será mais uma vez no Itaquerão, onde o Tricolor ainda não venceu. Esse jogo será no domingo as 19 horas.

A rodada, por sinal, começa no sábado com Botafogo e Palmeiras, as 16 horas, no Nilton Santos. Grêmio pega o Atlético MG em Porto Alegre no mesmo horário. No domingo, dia 26, mais seis jogos. Melhor será Corinthians x São Paulo.

MAIS NO DOMINGO

* JOGOS do domingo que começam as 16 horas. Flamengo x Athletico Paranaense, Santos x Internacional, na Vila. As 19 horas, Cruzeiro x Chapecoense, Bahia x Fluminense e o clássico paulista. Na segunda feira, dois jogos.

Avaí x Ceará, as 20 horas e CSA x Goiás, no mesmo horário. Entre os quatro clubes paulistas, como se percebe, dois jogam em casa (Corinthians e Santos) e dois fora de seus domínios (Palmeiras e São Paulo).

SÉRGIO CARVALHO - -
Sérgio Carvalho é um dos ícones do jornalismo esportivo brasileiro. Sua coluna ganhou mais de cincoenta prêmios durante o período em que foi publicada pelo Diário de São Paulo (antigo Diário Popular) durante mais de vinte anos. Hoje é um dos pontos de referência entre os colunistas do Futebol In
Veja perfil completo
Veja todos